The Outer Worlds



Eae pessoal, como estão? Em meio a tanto jogo que é lançado no Gamepass é normal deixarmos passar um ou outro lançamento e The Outer Worlds foi um desses jogos. Acabei deixando para jogar depois e eis que na E3 2021 fomos surpreendidos com o anúncio de The Outer Worlds 2 e com isso me vi animado para finalmente jogar o primeiro título da série.


Sem muitas delongas…… The Outer Worlds é um jogo menor mas SIM, é uma cópia de Fallout, tem até a visão de raio-x do Fallout porém com outro nome rsrsrs. A maior diferença do jogo é em sua ambientação pois The Outer Worlds é um jogo espacial mais bem humorado.


Enredo

Graças a tecnologia a humanidade foi capaz de enviar vários humanos, de maneira segura, para colonizar outros planetas com a promessa de criar uma sociedade perfeita e sustentável, sem desigualdade, fome, com emprego para todos e etc, a Colônia Bonança!!


O plot inicial, é que uma das naves não chega ao destino final e fica à deriva no espaço, nave essa que contém as maiores mentes enviadas para Bonança. O jogo começa com um cientista invadindo essa nave e te tirando do sono criogênico ao mesmo que te atualiza dos acontecimentos da colônia.


Se passaram 70 anos desde que a nave partiu da terra e como é de se esperar, Bonança vai de mal a pior e com esse breve resumo do cientista começa sua saga para ajudar (ou não) esse cientista a reviver todas as pessoas da nave a fim de tentar salvar a Colônia Bonança.


O mais legal desse tipo de jogo sem dúvida é a liberdade e as possibilidades que ele te proporciona, você vai descobrindo o mundo e o que está acontecendo por conta própria, além de ter a liberdade de acreditar ou não nos outros personagens, ou até mesmo simplesmente sair matando geral pra conseguir o que quer de forma mais rápida. Esse tipo de liberdade sempre gera conflito no jogador e aumenta ainda mais a imersão no jogo.


Jogabilidade

O jogo é um FPS e não tive problemas com travamentos e bugs.


Em relação ao personagem temos uma gama de atributos e 'perks' que vão desde a melhoria em combate a distância, corpo a corpo, melhoria na persuasão em diálogos, hack, visão em câmera lenta (x-ray do Fallout) e etc. Também há uma variedade boa de armas tanto de longo alcance como de corpo a corpo, as armas e equipamentos também podem ser evoluídos na oficina e precisam ser reparadas de tempos em tempo pois as mesmas quebram ao serem usadas demais.


Há a possibilidade também de adicionar modificadores de dano nas armas, como por exemplo, dano de choque, fogo, plasmas e etc. Foi um recurso que praticamente não utilizei jogando no normal, talvez em dificuldades maiores possa fazer diferença.


Companions

Há um total de 6 companions e você pode usar até 2 ao mesmo tempo, porém para recruta-los é necessário explorar o jogo, tirando a Parvatti não é algo adicionado automaticamente ao enredo, na minha gameplay só consegui recrutar 2.


Os companions em geral servem mais como distração do que ajudam de fato na batalha, eles morrem muito rápido e dão pouco dano mesmo com boas armaduras e armas. No mais, cada companion também possui uma sidequest especial que pode ou não ser ignorada pelo jogador.


Gráficos

Joguei no XSX e apesar de ter sido lançado um patch q destrava o FPS o jogo não possui um aprimoramento gráfico para a next gen, o XSX roda a versão do One X via retro e achei o jogo bem bonito.





Conclusão

Achei um jogo ok e recomendo, tem um bom enredo, gráficos e jogabilidade mas nada que me fizesse ficar empolgado para a continuação, não fiquei com aquela vontade de explorar o mundo. A sensação e de estar jogando uma cópia barata de Fallout e isso não é ruim mas também como não traz nada de novo acaba não tendo aquele diferencial que chame a atenção do jogador.


Plataforma: Xbox Series X

Gamertag: freedowsRoO





8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Tunic